4 comentários:

  1. jesus, o deus caído, o deus que teve a coragem
    de ser como nós, mortais, livres, finitos, a fim
    de, a partir daqui, do rés-do-chão, produzirmos
    o infinito, a imortalidade.
    beijos
    de la mancha

    ResponderEliminar
  2. gostei tanto do teu blog, estou a seguir! :)

    ResponderEliminar

«Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente!»

Obrigado pelo comentário*