PAI


" Quando nasci, o meu pai era um ser que as vezes aparecia para aplaudir meus últimos lucros. Quando me ia fazendo maior, era uma figura que me ensinava a diferença entre o mau e o bem. Durante a minha adolescência era a autoridade que me punha limites aos meus desejos. Agora que sou adulta, é o melhor conselheiro e amigo que tenho. "

Pai, por todos os momentos que passamos juntos, LUTA. Não deixes que a escuridão se apodere de ti, deixa-te ficar, sê mais forte que essa força que te tenta levar para lá. Sabes o quanto precisamos de ti, sabes bem quantas palavras ficaram por ser ditas, quantos gestos de amor e carinho eu falhei. Por favor, sê forte! Deixa-me poder sentir ainda o calor do teu abraço, sorrir das tuas asneiras, chatear-me quando me irritas,. Papá, és o único homem da minha vida, se te vais, o que é de mim?! FICA POR FAVOR! Deus está contigo, eu sei. 

5 comentários:

  1. Olá, criei um novo blog pessoal, e vou apagar o meu antigo se queres continuar-me a seguir deixo-te aqui o link :)
    Passa por lá e diz se gostas.
    http://marianaaduarte.blogspot.pt/
    Grata pela compreensão. Beijinho Mariana Duarte ♥

    ResponderEliminar
  2. Estou a seguir.

    http://writersfield.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. muito muito muito bonito;
    homenagem maravilhosa!

    Se puder e quiser flor, segue no meu novo blog?
    Beijo!

    ResponderEliminar
  4. Orarei e pedirei aos céus pelo seu pai.
    És uma filha muito boa, acredite.

    beijos!

    ResponderEliminar

«Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente!»

Obrigado pelo comentário*