Apaixona-te



"Fizeram-nos acreditar que amor mesmo, amor para valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não nos contaram que amor não é accionado, nem chega com hora marcada. Fizeram-nos acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros,  que ninguém na nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de carregar o que nos falta: crescemos através de nós mesmos. Se estivermos em boa companhia, é, só, mais agradável. Fizeram-nos acreditar numa formula dois em um: duas pessoas pensando de igual forma, agindo igual, e que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável. Fizeram-nos acreditar que o casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram-nos acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que fazem pouco sexo são caretas, que os que fazem muito sexo não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe mais cabeças tortas do que pés tortos. Fizeram-nos acreditar que só existe uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah! Também não contaram que ninguém nos vai contar isso tudo. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando estiveres muito apaixonado por ti mesmo, vais poder ser muito feliz e apaixonar-te por alguém."

John Lennon

14 comentários:

  1. A habilidade para tal empreitada requer muito treino e, talves, ter vivido a desilusão por alguém que nem foi tão seu. Fico na ternura de um futuro amor que virá um dia... Descobrirei em algum momento.

    ResponderEliminar
  2. óh minha linda :`) obrigada, obrigada mesmo. fico mesmo feliz por saberes isso (:

    ResponderEliminar
  3. Hoje podia ser um dia normal como todas as segundas feiras, podia ser um dia normal como todos os dias de Janeiro mas não, porque o dia 9 vai ficar para sempre marcado na minha memória. Hoje faz dois meses que estou contigo. Sinto-me feliz. Quero, quero-te muito quando não estou contigo o tempo parece uma eternidade não passa é um tédio, mas contigo o tempo voa não sinto que aja tempo para exprimir o quanto gosto de ti o quanto te amo.

    ResponderEliminar
  4. Hola Raquel, ¡que bonito escribes!,
    feliz semana.
    un abrazo.

    ResponderEliminar
  5. Pois minha querida, mas, e ter alguem para fazer esse percurso comigo ? $:

    ResponderEliminar
  6. é que é mesmo . não sei o que faria se o tivesse perdido :$

    ResponderEliminar
  7. de nada :), adorei o teu blog e os teus textos :$
    Tecnico de Apoio Psicossocial, mais precisamente ( como toda a gente quando digo o nome do curso fica na mesma ... explicando: ) dá para trabalhar com crianças, idosos, deficientes, grupos de risco

    ResponderEliminar
  8. São ares reconfortantes esses que as palavras de vocês sopram para içar as velas desta embarcação a deriva. Um cheiro de cravo para este cabano...

    ResponderEliminar
  9. que querida, adorei o que disseste! obrigada *

    ResponderEliminar
  10. Muito obrigada, querida (:
    Também gostei muito do teu espaço; mas olha, não apareces nos meus seguidores :c

    ResponderEliminar
  11. awesome, gostei :)
    se quiseres, vê o meu blog: http://burningpapers.blogspot.com/

    ResponderEliminar

«Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente!»

Obrigado pelo comentário*